segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Isso não é tudo


Ontem seu olhar me cortava em partes
iguais enquanto me fixava 
vagarosamente.
 
 E o seu sorriso era de um grande
resplendor, porque não
é sempre que tu
me sorris
 assim.
 
Seu abraço foi tão quente e 
apertado que me deu
vontade de não
te soltar
mais

Porque você sabe que sua pele
morena é de toda maciez
que eu preciso pra
me perder
em ti

Talvez você me entenda,
talvez não.
Isso é tudo

Um comentário:

  1. Dalvan Sousa

    Pôrra cara, nota 1000, grande poeta és tu, parabéns.

    ResponderExcluir